10 dicas para diminuir a rotatividade na sua franquia

0

Em qualquer franquia é fundamental dar atenção à rotatividade no quadro de funcionários. O alto índice de saída dos trabalhadores é bastante oneroso, pois implica em gastos com rescisão, recrutamento e seleção, além de treinamentos para os novos funcionários.

Mas como diminuir a rotatividade na sua franquia? Confira 10 dicas dos maiores franqueados da holding SMZTO, proprietários de unidades em diversas partes do País, para mudar esta realidade no seu negócio:

1. Manter um ambiente agradável – Trabalhar em um ambiente agradável, onde as pessoas se tratam com respeito e com regras bem definidas está entre as principais dicas para manter os funcionários motivados com o negócio. “É difícil ficar em um lugar chato e isso torna o trabalho improdutivo. Precisamos sempre encontrar maneiras de deixar a rotina profissional o mais atraente possível do ponto de vista dos funcionários”, afirma Fabíola Silvestre Bueno, proprietária da unidade Casa X Ipiranga, em São Paulo.

2. Dar voz aos funcionários – As pessoas que trabalham na franquia sempre têm muito a dizer e a contribuir com o negócio porque são elas que estão na linha de frente e podem ter percepções diferentes para agregar ao planejamento estratégico da unidade. Dar voz aos funcionários é estar aberto tanto às críticas quanto aos elogios, e isso estimula a equipe a estar atenta.

3. Oferecer remuneração compatível ao mercado de atuação – “A grama do vizinho é sempre mais verde”. Esta expressão depende muito da situação, mas quando se trata de salário melhor para uma mesma função, a máxima se torna realidade. Estar atento ao mercado é fundamental ao montar o quadro de remunerações, pois evitará a saída de um bom funcionário para outra empresa só porque pagam melhor.

4. Criar metas com bonificações atraentes – A criação de metas internas pode ser uma boa estratégia para estimular os funcionários de uma franquia. Para que isso ocorra, é aconselhável ter bonificações para recompensar a meta atingida. “Tanto a meta quanto a bonificação precisam estar de acordo com os objetivos e necessidades da franquia. O retorno para o funcionário pode ser financeiro ou em produtos interessantes que tenham a ver com o objetivo alcançado”, afirma João Paulo de Lima, um dos sócios em cinco unidades da OdontoCompany em São Paulo.

5. Ter um plano de carreira – Seguindo a dica anterior, os funcionários devem estar engajados ao trabalhar na sua franquia. Uma alternativa para aumentar o engajamento é a criação de um plano de carreira que garanta a ascensão do trabalhador quando ele demonstrar que consegue gerar resultados superiores ao que entregava em sua função inicial.

6. Manter treinamentos para os funcionários se aprimorarem – Agregar conhecimento e aperfeiçoar as habilidades para colocar em prática dentro da empresa torna o profissional mais capacitado e o ambiente de trabalho mais atrativo. Além disso, aumenta o envolvimento com o negócio e estimula o desenvolvimento de soluções mais eficientes. “Quando o profissional percebe o interesse da empresa em potencializar seus conhecimentos, a empresa se torna mais atraente e a rotatividade diminui”, aponta Rafael Dias, proprietário de nove unidades da Espaçolaser, no Rio de Janeiro.

7. Oferecer benefícios aos funcionários – Além do salário compatível com o mercado, os funcionários também analisam os benefícios oferecidos pela empresa, como assistência médica, plano odontológico, entre outros. Esses itens podem ser diferenciais em uma franquia e ajudam a reter talentos.

8. Cumprir rigorosamente as leis trabalhistas – Parece básico, mas muitos empresários tentam driblar leis trabalhistas em benefício próprio. Para Fernando Coelho, proprietário de uma unidade do restaurante L’Entrecôte de Paris, em Brasília, essa estratégia não vale a pena. “Abrir uma empresa é estar sujeito ao cumprimento das leis, inclusive as trabalhistas. Pagar em dia e garantir os direitos é requisito básico para um franqueado. Não adianta querer escapar, porque o prejuízo pode te encontrar lá na frente”, afirma.

9. Estar atento aos diferentes perfis no ambiente de trabalho – Cada pessoa atua de maneira singular, e suas características pessoais devem ser encaradas de forma profissional pelo dono da empresa. Caso contrário, qualquer tipo de discriminação pode expor a imagem da empresa e, caso a gestão do negócio não seja revista, a rotatividade será um problema permanente.

10. Reconhecer momentos assertivos da equipe – Quando a equipe alcança os objetivos traçados e desempenha um bom trabalho, é sempre importante reconhecer. Esta atitude aumenta o engajamento profissional, deixa o ambiente mais agradável e estimula a permanência do funcionário na empresa.



COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.