6 formas de driblar a concorrência e ter uma franquia de destaque

0
Como se diferenciar da concorrência e ter uma franquia de destaque (Foto: Shutterstock)
Como se diferenciar da concorrência e ter uma franquia de destaque (Foto: Shutterstock)

Muitos empresários que desejam abrir uma franquia acreditam que investir em um mercado que tenha alta concorrência não é um bom negócio. Especialistas, no entanto, discordam dessa teoria. Alta concorrência também é sinônimo de um grande público consumidor e mostra a potencialidade do negócio.

Tanto Luis Stockler, consultor em franquia da BaStockler, quanto Marcus Rizzo, diretor da consultoria Rizzo Franchise, são unânimes ao dizer que com estratégia e um diferencial é possível se destacar das demais empresas. Entre os aspectos que eles ressaltam como fundamentais, estão: bom atendimento, produtos e serviços de qualidade e um suporte completo das redes.

Confira mais dicas dos especialistas:

1) Identifique os pontos fracos dos concorrentes

Visite os seus concorrentes e veja o que eles oferecem aos clientes e o que é possível melhorar. Segundo Stockler, um bom atendimento é fundamental para um consumidor optar por ir ao seu estabelecimento ou para o do concorrente.

“Se ambos oferecem um bom atendimento, o que vai diferenciar um negócio do outro é a variedade de produtos e a gama de serviços oferecidos como estacionamento, quantidade de caixas para acelerar o pagamento, qualificação dos vendedores para falar sobre o seu produto ou serviço, entre outros pontos. É preciso ir até o concorrente, ver seus pontos fracos e montar uma estratégia para ser melhor”, comenta Stockler.

2) Aprimoramento deve ser constante

O especialista ainda afirma que o empreendedor deve ter a consciência de que nenhum negócio tem 100% de perfeição o tempo todo e que, por isso, é importante avaliar a vulnerabilidade do concorrente, mas observar, também, o que pode ser aperfeiçoado no seu negócio.

“O empresário deve ter em mente que o mercado muda bastante e, por isso, por mais que ele crie uma estratégia e supere o concorrente, nada impede que o concorrente faça o mesmo algum tempo depois. Por isso é imprescindível buscar sempre mais qualificação e aprimoramento no seu negócio.”

3) Apresente seu produto de forma diferente

Por mais que exista uma grande concorrência na área que deseja atuar, é possível se reinventar e apresentar produtos de forma diferente, de acordo com Stockler.

“Muitas marcas de alimentação saudável e que vendem uma gama de produtos feitos com ingredientes selecionados estão surgindo no mercado, seguindo uma tendência mundial. Isso não significa que esses produtos que estão entrando no mercado, já não existissem nas praças de alimentação dos shoppings. Eles são apresentados de forma diferente ou receberam um incremento para se destacar da concorrência. Um exemplo é o hambúrguer. O consumidor já conhecia as redes McDonald’s e Burger King. No entanto, começaram a surgir marcas que vendem o hambúrguer gourmet, com versão mais saudável, carne selecionada, salada orgânica… Ou seja, elas mudam a forma de o consumidor ver o produto e acabam conquistando o público que quer um diferencial.”

4) Acompanhe tendências

Por mais que a sua marca já esteja no mercado há um tempo e tenha clientela cativa, nunca deixe de acompanhar o que o mercado está oferecendo.

É preciso se reinventar ativamente, de acordo com Stockler.

“A Baked Potato, por exemplo, está no mercado há 30 anos, mas nunca deixa de acrescentar alguma coisa nas suas batatas assadas. Além do cardápio convencional, ela sempre incorpora novos ingredientes. A marca, também, acompanhou a onda da saudabilidade para aprimorar a forma de se apresentar. Afinal, a batata assada é muito mais saudável do que a frita. O carboidrato da batata é melhor do que o da massa. Nada mudou. Isso sempre foi assim, mas agora ela comunica mais isso.”

5) Suporte da rede é fundamental

De acordo com Rizzo, para estar à frente dos concorrentes, as redes devem ser estratégicas em suas ações. “Elas precisam ter o negócio muito bem projetado e entregar todas as informações necessárias para o franqueado se diferenciar. Não é o franqueado que tem de indicar o ponto onde quer abrir o negócio, por exemplo. Quem avalia e define é o franqueador, que certamente já pesquisou a região. A rede comunica que está em negociação com o proprietário do imóvel, que vai iniciar as obras e coloca o franqueado em treinamento. Ela cuida da parte estratégica e deixa o empresário aprender sobre o negócio para ele ter sucesso.”

6) Testes iniciam muito antes da inauguração

Algumas redes, segundo Rizzo, começam o trabalho no bairro onde será aberta uma unidade, muito antes da inauguração. A Didio Pizza e a Pasteca, por exemplo, iniciam suas ações de marketing dois meses antes de abrir as lojas. “Elas colocam outdoor com contagem regressiva para a abertura da loja, chamam os familiares dos funcionários para experimentarem os produtos, abrem a loja de uma semana a 15 dias antes da inauguração oficial para o franqueado conhecer o consumidor e testar a operação antes do lançamento porque é muito comum o nervosismo nessas datas. Se o empresário estiver totalmente familiarizado com o negócio, estará mais relaxado para brilhar no grande dia.”

Outro temor de quem quer investir em uma franquia é a possibilidade de que outro empreendedor abra um negócio da mesma marca em um local próximo da sua unidade, provocando a concorrência entre franquias. Para entender como lidar com este risco, confira este artigo.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here