Conheça os perfis de franqueados

0
82

Quais são os perfis de franqueados? Em qual deles você está? Um bom número de brasileiros tem se tornado empreendedores por meio de franquias e muito se fala sobre quem é, afinal, o franqueado. A maior parte das redes de franquias, inclusive, apresenta esse perfil aos seus potenciais candidatos, para facilitar a identificação.

As linhas de personalidade desses empreendedores são comumente divulgadas e características como comprometimento, dinamismo, organização, foco em resultados, perseverança e versatilidade, ressaltadas. Há, porém, uma característica única que descreva esse perfil? Não. O empreendedor possui diversos atributos, e cada um deles tem seu papel.

Ou seja, em vez de considerar personalidade, considerar o momento talvez seja o mais importante na hora de entender o perfil de um franqueado.

O franqueado iniciante – É aquele que busca sua primeira franquia e quer entender o franchising. Precisa de orientação, apoio e suporte para tomar sua decisão. Seguem presentes a garra, o dinamismo, a capacidade comercial e de gestão, mas as suas principais preocupações são com as características do mercado e do negócio e o desbravar deste novo mundo.

 O investidor – Bem diferente do franqueado iniciante, está em busca de rentabilidade e facilidade na operação. Seu conhecimento financeiro, sua visão analítica e suas características de gestão são mais importantes que aquelas ligadas ao dia-a-dia, à operação. Seu objetivo é acompanhar o negócio de longe, afinal o negócio é mais uma opção em sua carteira de investimentos.

O multifranqueado – Rentabilidade também é a preocupação daquele que já é franqueado e vai investir na segunda, terceira ou quarta franquia. Entretanto, diferentemente do investidor, o multifranqueado participa ativamente da operação e gestão dos seus negócios e precisa aprimorar cada vez mais suas características de liderança, gestão de pessoas e processos.

 

Boas escolhas ainda são boas escolhas

Quem está em transição de carreira, talvez nem tenha percebido que o empreendedorismo é uma opção. Seus atributos – dedicação, comprometimento, busca por resultados – têm sido aplicados no mercado de trabalho e suas preocupações com futuro e remuneração são frequentes. A franquia surge como um caminho que alia orientação, experiência e liberdade.

Em todos os casos, os objetivos, motivações e interesses são diferentes. E a forma de avaliar os negócios também. O bom negócio para um, pode não ser para o outro. ”E o negócio ser bom ajuda muito o franqueado a se tornar bom também, até por ser um aspecto motivacional. Não adianta ele ser um super-herói se ele não está diante de um bom negócio”, explica José Carlos Semenzato.

O momento é mais importante do que as habilidades. Habilidades poderão ser desenvolvidas e o bom franqueador oferecerá treinamentos aos seus franqueados para que eles se desenvolvam e se aprimorem. Ter, porém, a certeza de que a franquia escolhida atende seus objetivos e necessidades no momento da definição é saber ter feito um bom negócio.

COMPARTILHAR