Como anda o setor de educação no Brasil?

0
Setor de educação cresce a cada ano (Foto_ Shutterstock)
Setor de educação cresce a cada ano (Foto_ Shutterstock)

Apesar do ramo da educação também ter sido impactado pela crise, ele continua sendo uma das áreas mais importantes da sociedade e da economia do país, oferecendo muitas oportunidades de investimento.

Para empreender neste setor, a habilidade de gestão de pessoas é fundamental, já que são elas o insumo básico do negócio. Ter liderança e saber manter a motivação de um grupo, seja da equipe ou dos alunos, são características do perfil ideal para investir na área, que atinge públicos de todas as idades.

No mercado de franquias, por exemplo, a maior parte das redes não exige do potencial franqueado experiência prévia na área e existem múltiplas opções de modelos para atuação dentro do segmento, como escolas profissionalizantes, infantis ou de idiomas.

Para escolher o modelo em que investir, é necessário avaliar o negócio como um todo, assim como o suporte e treinamento oferecidos pela franqueadora. Analisar o mercado na cidade em que se planeja instalar a unidade e as previsões para a área de educação pretendida são outros fatores importantes.

Números do mercado da educação

O Brasil possui quase 3 mil redes de franquias dos mais diversos segmentos, sendo que, deste total, 3% oferecem serviços educacionais – e com resultados animadores.

De acordo com levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em comparação entre o terceiro trimestre de 2017 e o mesmo período de 2016, o segmento de serviços educacionais teve um crescimento de faturamento de 9,7%. Além disso, faturou quase R$10 bilhões no último ano, com uma alta de 5,6%, e foi o quinto setor com maior internacionalização de franquias. Os dados estão fortemente ligados à busca por qualificação dos trabalhadores em meio à crise.

Em 2018, as projeções indicam crescimento de 8% a 10% no faturamento no setor de franquias como um todo e de 6% no número de unidades. A ABF destaca que não é só nas capitais que este mercado registra alta, mas também em cidades do interior, pois há cada vez mais marcas que atuam com este foco.

Os números desta categoria de franquias foram influenciados pelos bons resultados de escolas de idiomas e redes de treinamento, opções bastante procuradas por quem busca crescer na sua área de atuação ou se recolocar no mercado de trabalho.

Crescimento das escolas de idiomas

As franquias de cursos de idiomas podem, facilmente, ser consideradas as precursoras no franchising brasileiro – são as redes mais antigas do país. Assim como, é um dos setores com maior interesse dos novos empreendedores.

O alto interesse deve-se à amplitude do público-alvo em termos de idade e à importância profissional do domínio de uma segunda língua.

Mesmo com espaço e potencial no mercado, as franquias de idiomas possuem grande número de unidades e, consequentemente, um cenário acirrado na concorrência. Portanto, para ter sucesso, é fundamental entender o conceito do negócio e os diferenciais oferecidos pela rede.

A escolha do tipo de franquia deve ser feita levando em consideração as necessidades do público local, os preços dos serviços frente aos já estabelecidos pelos concorrentes e o modelo do negócio: professores capacitados, material didático de qualidade, boa metodologia educacional e ambiente agradável são grandes diferenciais para atrair e fidelizar o público.

Agora que você tem mais informações sobre este mercado, veja as recentes transformações das franquias de educação.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.