O que vai bombar no próximo ano?

0

por Bruno Semenzato

Os anos que vêm pela frente no Brasil são muito favoráveis para o setor de franquias como um todo. Com a taxa básica de juros em linha para 7% no final de 2018, o acesso a capital ficará mais fácil e os retornos muito mais atraentes. Porém, alguns setores estão sempre mais aquecidos do que outros no franchising brasileiro. Por isso, neste artigo, vou dar a minha opinião sobre os que julgo mais promissores para a próxima década.

Um Romance com o Online

As vendas na internet cresceram muito nos últimos anos e tendem a continuar subindo substancialmente no futuro próximo tanto no Brasil, quanto no mundo. Segundo um recente estudo do Google, as vendas online no Brasil devem saltar de 5,4% para 9,5% até 2021. E a participação dos Estados Unidos nesse setor subiu de 5,1% em 2011 para 8,3% em 2016.

O ano de 2017 vem sendo marcante para o varejo mundial por vários motivos, mas principalmente pelo elevado número de lojas físicas fechadas. Nos Estados Unidos, em 2016, 4 mil lojas fecharam as portas e em 2017 a previsão é de 10 mil lojas fechadas. O número de lojas de departamento reduziu em 12% desde 2006.

Na minha opinião, assim como é observado lá fora, existe uma forte tendência de redução do número de lojas físicas que vendem produtos no mercado brasileiro, visto que a maioria deles já pode ser obtida online. Portanto, vejo as franquias de serviço com uma vantagem competitiva sobre as franquias de produto nos próximos anos. Ressalto, ainda, que incluo o setor de alimentação na categoria de franquias de serviço.

O Brasil de Sempre

Apesar da recuperação econômica prevista para o Brasil a partir do segundo semestre de 2018, nossos inúmeros problemas estruturais/sistêmicos, que foram agravados com essa crise mais recente, não vão desaparecer tão cedo. O setor público passa e deve continuar passando por sérias dificuldades orçamentárias e nenhuma mudança estrutural deve ocorrer nos próximos anos.

Dessa forma, abrem-se muitas oportunidades para o setor privado e consequentemente para o setor de franquias. Portanto, vejo investimentos nos setores de educação e saúde como atrativos. Além disso, alguns setores do mercado brasileiro são mais resilientes que outros, por uma série de motivos, e apresentam resultados acima da média consistentemente.

Os setores de estética e beleza fazem parte dessa categoria e, na minha opinião, devem continuar performando acima da média nos próximos anos. Esse setor apresentou crescimento de faturamento de 9,4% nos últimos 12 meses, comparado aos demais setores, que cresceram na média menos que 5%. A população brasileira é vaidosa e, em momentos de crise, o gasto com beleza e estética é um dos últimos a ser cortado do orçamento.

A Escolha da Franquia Certa

Por fim, a escolha de qual setor de franquias investir é apenas uma das variáveis a serem consideradas pelos investidores. Antes disso, os novos empreendedores devem analisar sua vocação, características pessoais e objetivos.

Uma pessoa com o perfil ideal para gerir um restaurante, provavelmente, não performará tão bem no setor de educação e vice-versa, mesmo que esse setor se apresente mais atrativo em um determinado momento. De nada adianta ele ser atrativo, se o franqueado não estiver onde se sente confortável e/ou capaz de obter sucesso.

Além disso, escolher o setor mais promissor também não garante que qualquer marca tenha um bom desempenho. Por isso, a escolha de marcas sólidas, com a credibilidade de bons gestores por trás, também é peça fundamental para o sucesso de uma franquia.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.