Como utilizar mensagens de texto sem ser invasivo para o cliente?

0

Hoje em dia, se o consumidor tem dúvidas ou a intenção de comprar algo, qual a primeira atitude que ele toma? Muito provavelmente, ele vai buscar maiores informações na internet, por meio de ferramentas ou plataformas de fácil acesso com a marca.

Para dialogar com este consumidor, habituado com a informação em tempo real, as empresas podem adotar maneiras de comunicação rápida por meio do telefone celular. No entanto, é preciso tomar alguns cuidados para não incomodar o cliente.

WhatsApp: dicas para ser assertivo sem ser invasivo

O WhatsApp é, sem dúvida, um dos maiores e mais utilizados aplicativos de mensagem instantânea. De acordo com a própria empresa, cerca de 1,2 bilhão de pessoas usam a ferramenta diariamente em todo o mundo. No Brasil, mais de 100 milhões de pessoas estão conectadas, sendo que, dessa parcela, cerca de 42% dos usuários acessam o aplicativo para interagir com empresas.

O que isso significa? Que o aplicativo é uma das principais ferramentas de comunicação atualmente, servindo tanto para estreitar laços com seus consumidores quanto para atingir novos clientes com mensagens personalizadas de lançamentos e promoções – como uma espécie de e-mail marketing.

Por outro lado, o aplicativo não dispõe de anúncios de forma indireta em sua plataforma, como é o caso das redes sociais, mas permite o envio de textos, áudios e vídeos de forma criativa, simples, rápida e barata. Para utilizar este serviço de forma eficiente, sem correr o risco de incomodar ou invadir a privacidade do cliente, uma dica é utilizar a função status do aplicativo, onde é permitido postar imagens e vídeos que ficam disponíveis para visualização por 24 horas e não envia notificações para nenhum usuário.

SMS ainda está na moda

Assim como o WhatsApp, o short message service (SMS), é um serviço de mensagens curtas e tem sido muito utilizado como ferramenta de marketing para marcas e franquias. Uma das vantagens é que o usuário não depende de internet para receber e ler a mensagem.

Além disso, é possível criar grupos de acordo com a agenda ou base de dados da empresa, enviar mensagens e peças de campanhas da marca, e sua taxa de abertura é considerada alta e eficiente.

Esse tipo de publicidade remota nos smartphones está cada vez mais presente no orçamento das empresas, porém demanda cautela e muito estudo na hora de pensar e preparar a ação. Quanto maior a estratégia e a segmentação, menores as chances de ser considerado irrelevante e invasivo.

E então, por que não usar essas ferramentas para se relacionar, atrair clientes e vender mais? Sabendo utilizar dos recursos de maneira personalizada de acordo com as características do público-alvo, os resultados serão os mais assertivos possíveis.

 

Quer saber mais sobre marketing, vendas e utilização de redes sociais para franquias? Continue acompanhando o nosso portal!



COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.